sábado, 6 de dezembro de 2008

Sob censura


Os censores da ditadura militar gastavam bastente da sua pouca capacidade mental para impedir que o público tomasse conhecimento das restrições impostas à imprensa. A Revista Veja, a partir de 1968 e por boa parte da década de 70, tentou evidenciar os cortes, deixando a diagramação em branco no meio da página ou substituindo as partes cortadas por esdrúxulas figuras de diabinhos.

Não deu certo por muito tempo. As autoridades baixavam normas coibindo esses expedientes. Os embates entre censores e jornalistas estão documentados no livro "Veja sob Censura: 1968-1976", da jornalista e historiadora Maria Fernanda Lopes Almeida.

Veja o gráfico digital. Ficou excelente!

2 comentários:

Barone disse...

Está na minha lista de compras de fim de ano.

Leandro disse...

Muito importante lembrar que a veja é um péssimo meio de comunicação: junto com a RBS tentam passar informações liberais "malvadas" e "dominadoras" para a população. Quem faz a censura quando milhares de professores(e falo sério!) cultuam um certo ódio à RBS e à VEJA por serem ruims, no sentido de serem perversos liberais?