sábado, 29 de novembro de 2008

Dia mundial sem peles

Marcio de Almeida Bueno, de Porto Alegre

A última sexta-feira, dia 28, ficou marcada como a WFFF, ou Sexta-Feira Mundial Sem Peles, evento mundial promovido pela International Anti-Fur Coalition: Coalizão Internacional Anti-Peles. Mais de 100 países estiveram alinhados em um protesto contra a indústria de peles de animais, e o Brasil registrou ações em São Paulo, Fortaleza e Porto Alegre.

O diferencial foi um banner específico sobre o couro, justamente pela forte presença do setor na economia do Rio Grande do Sul - que, segundo especialistas, teria sido o ponto de partida da pecuária no Estado, no século 17. A idéia era provocar a reflexão quanto ao tema, já que muitos condenam o uso de casacos de pele, mesmo usando couro de gado em sapatos e acessórios.

Na metade da manhã, integrantes da Brigada Militar foram até o local, mandaram recolher os banners e detiveram os ativistas, conduzindo-os ao Posto da BM localizado no Largo Glênio Peres. Ainda na avenida Borges de Medeiros, realizaram uma parada, fizeram perguntas, pegaram panfletos e liberaram os manifestantes.

O grupo retornou ao mesmo ponto e permaneceu no local até as 13h, seguindo então em caminhada pela Rua da Praia, Borges, Prefeitura Municipal e Mercado Público. Após pausa para almoço vegano, a marcha com panfletagem passou pela Casa de Cultura Mario Quintana, Usina do Gasômetro, Viaduto da Borges e Cidade Baixa, até a desmobilização.

***

Saiba mais sobre a International Anti-Fur Coalition

Visite o blog da Vanguarda Abolicionista

Contate com o grupo escrevendo para o e-mail

***

O Blog do Capeta faz sua parte. Leia mais:

Amigan: uma alternativa para os animais de Santa Rosa

Singer: a refutação utilitarista ao especismo

Adote um animal

Um comentário:

marcio de almeida bueno disse...

obrigado pela força, chefe!