terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Não há como escrever algo relevante "para si mesmo"

É provável que o fato de eu ter me disposto com as letras e ganhado o pão de cada dia fazendo bico no setor editorial por um tempo tenha me gerado algumas situações delicadas. Com alguma frequência, recebo e-mails de leitores desse blog e do PdH enviando textos para eu ler e "avaliar". Fico lisonjeado, mas eu não entendo nada de escrita criativa, gente.

Não estou dizendo para não me enviarem textos! Até me envaidece. Só estou dizendo que não sou capacitado para avaliar. Não esperem muito de mim.

Chamo de "escrita criativa" qualquer coisa que não traduza um relato baseado nas experiências do autor. E isso inclui muita coisa, desde contos, até textos muito mais subjetivos, falando de "corpos". Não sei porque muitos textos falam de "corpos", hoje em dia. Deve ser alguma moda.

Não vou expor, claro, nenhum texto aqui. Seria uma bela falta de respeito com o pessoal que envia e confia em mim. No geral, se eu pudesse dar um único conselho seria: parem de escrever "para si mesmos". Exato. As pessoas costumam dizer isso com frequência: "eu escrevo para mim mesmo, sabe? Não tenho pretensão de publicar".

Ok. Até consigo ser convencido que escrever aleatoriedades pode eliminar algumas horas de terapia. Afinal, terapia não serve pra muita coisa, de qualquer jeito. Mas nenhum texto que preste foi escrito para contentar apenas o escritor. Textos são escritos para serem lidos por outras pessoas. Isso é trabalhoso. Se um texto "flui" pelo teclado do leitor, se ele não deu trabalho, é provável que seja uma bela bosta. Escrever, acima de tudo, envolve algo que as pessoas costumam ignorar com frequência: a revisão. Escrever é sempre revisar. Todo o resto é apenas pensar a respeito do que se pretende escrever.

3 comentários:

Plauto disse...

Conclusão perfeita: revisão.

Acho que muitos que te mandam textos, ainda que digam se escrevem para si, estão apenas esperando a tua opinião, imaginando um: "Nossa! Ficou muito bom! Você tem de publicar!" Ou qualquer coisa assim.

Vanessa Oliveira disse...

Everton, busquei um assunto no google e encontrei seu blog. Parabéns! Estava procurando algo interessante para ler e encontrei nos seus textos um fonte de enriquecimento intelectual. Ganhou uma leitora assídua. Beijos.

Everton Maciel disse...

Obrigado, Vanessa. Estou às ordens.