terça-feira, 25 de junho de 2013

A esquerda corre atrás dos carros. Agora, o carro parou

Ser "de esquerda", no Brasil, é ser uma espécie de cachorro. Calma. Não me condene com antecedências e juntando as provas que lhe convier, como faz um promotor de justiça. Não quero desrespeitar nenhum animal. Vou explicar. Um cachorro, despreparado para o movimento do mundo, sempre corre atrás do primeiro carro que vê passar. Seu desespero é fruto do seu isolamento. Ele não vê lá muitos carros e precisa espantar, com todas as forças dos seus pulmões, o invasor do seu território, seu mais ferrenho inimigo. Ser de esquerda, no Brasil, é ser um desses cachorros que correm atrás de carros, mas jamais saberiam o que fazer se o carro parasse.

O mesmo esquerdoxiita que toma ferro da polícia por virar uma lixeira estaria, em 2005, votando a favor da proibição da venda de armas para a população civil. Eles buscam um estado inflado e, portanto, com polícia para todos os lados, controlando, não só o crime mas, o comportamento das pessoas. 

Quem sabe mais uns cinco anos de protestos consecutivos sirvam para alguma coisa. Mas a esperança é o melhor jeito de identificar os idiotas. Escolher um lado nessa história é se comportar como um internauta médio. A justiça vira as costas para a realidade e a realidade vai lá e se vinga daquilo que a justiça tem em mais alta conta, a lei. Está certo quem incendeia lixeiras e está certo que baixa a borracha. Não posso fazer nada quanto a isso. Ninguém pode. O mundo é tudo aquilo que é o caso. E este é o caso.


8 comentários:

popeye disse...

talvez estão agora esperando uma nova ordem da mídia , pois é como você disse se portar como um internauta médio ,pois os esforços da opinião publica para tentar controlar o poder politico vem também da mídia que induz em larga escala o juízo da cidadania corroendo a livre consciência .

Everton Maciel disse...

mas que é bonito de ver a borracha comendo é.

popeye disse...

concordo plenamente .

Rodrigo Martins disse...

Se tu tivesse o poder de descer a borracha, em quem tu a usaria Maciel? hehehe

Rodrigo Martins disse...

O Maciel, se tu pudesse descer a borracha, quem seriam as tuas vítimas? hehehe

Rodrigo Martins disse...

O Maciel, se tu pudesse descer a borracha, quem seriam as tuas vítimas preferidas?

Rodrigo Martins disse...

Cara, desculpa a reincidência da pergunta, é que a minha internet é 3g e como é uma tecnologia muito avançada ela caí a todo momento. Quando eu postava a pergunta eu perdia o sinal aí tinha que fazer todo o processo... Foi mal!

Everton Maciel disse...

Velho, o ser humano nasceu mesmo pra violência. Essa gente pacifista é tudo perigosa. Certamente merecem apanhar, antes que reajam.