quarta-feira, 26 de março de 2008

O Funk -Um tapinha não dói- doeu 500 mil vezes para gravadora

Júnior Grings

Quem não se lembra daquele “famoso” funk, - Dói, um tapinha não dói- pois é, a Justiça Federal de Porto Alegre condenou a gravadora a pagar uma multa de R$ 500 mil. A empresa Furacão 2000 Produções Artísticas, recebeu a multa, pois a justiça entendeu que a letra da música banaliza a violência e estimula a sociedade a inferiorizar a mulher. A multa deverá ser revertida ao Fundo Federal de Defesa dos Direitos. A decisão ainda pode ser contestada.

Um comentário:

Fernanda disse...

Até que enfim alguém faz alguma coisa!!! Esse tipo de música nem comentários merece.