segunda-feira, 26 de fevereiro de 2007

Passado, presente e Futuro

Meus botões andam meio que saltitantes. Meu pensamento anda pairando em lugares que ainda parecem desconhecidos. Com isso, minha imaginação, mesmo que nem sempre sóbria, flui de uma forma sagaz e inquietante. Há tempos tenho refletido sobre passado, presente e futuro. Cheguei a uma conclusão que, ao menos esse momento, me parece lúcida e pertinente: somos constituídos de passado. Atos, pensamentos e manifestações que fizemos, nossas atitudes ficam na história. Não podemos apagar o que fizemos e nem nos desfazer disso. O passado, gostando ou não, faz parte de nossas vidas. O presente nada mais é do que uma passagem entre o passado e o futuro. É menor que um estalo de dedos, pois o som desse estalo já é passado. Já passou!

A dimensão do presente é justamente ser um elo, uma ligação que fizemos do nosso passado com nosso futuro. O futuro é o que nos faz viver! É a busca pelo novo. É ele que nos faz acordar todos os dias e ir em frente. O papel do futuro é justamente fomentar nossas ambições e buscas. É no futuro que devemos concentrar nossas forças.

Entretanto, não somos apenas seres que vivem para o futuro. Temos que ter nosso passado sempre em mente. Pois, ele é a medida para o nosso futuro. É a ferramenta que usamos para estabelecer padrões às nossas buscas e ambições. Não podemos almejar novas conquistas se esquecermos nossa história.

Exaltar nossos erros é burrice. É coisa para tolos, mas fugir deles, sem repensá-los, é ser sórdido com nós mesmos. Negá-los às pessoas que nos cercam, pessoas a quem influenciamos e somos influenciados, é o ápice da mesquinhez. Só chegaremos ao ápice das nossas realizações, se conseguirmos estabelecer uma boa relação entre nossos erros e nossas conquistas. Essa relação é a essência do nosso presente, a assimilação do nosso passado e a solidez do nosso futuro. Um abraço a todos.

Júnior Grings

2 comentários:

Mel disse...

O passado nos formulou.
Vivemos o presente em busca de formular o futuro.

Gostei do texto...
até!

Everton Maciel disse...

Vai lá, Augusto Cury da roça!!
faz valer a pena as aulas do Dr. ruedell.

bj