terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Ações Sociais Retornam para a sociedade?

A socialização de crianças e adolescentes é uma preocupação de toda a sociedade. Pode ser fomentada de várias formas, principalmente por instituições públicas, filantrópicas e por empresas privadas que buscam a responsabilidade social.
O esporte passou por inúmeras mudanças até os dias de hoje. Mas apesar de todas as suas concepções, o futebol é algo que faz parte integral da inclusão social.
É preciso que a sociedade reflita sobre a força do fenômeno futebol (futsal). As escolas, entidades filantrópicas e privadas, precisam buscar sua origem como esporte coletivo, estudar o lúdico, e a partir daí, toda sua influência na vida social, cultural e política do povo brasileiro, seus encantos e magias. É de interesse público esta tão fantástica manifestação popular e que representa um instrumento poderosíssimo de formação social e profissional para quem nele atua, seja como praticante ou como espectador.
O projeto futsal, não busca somente desenvolver estados físicos, mas sociais, cognitivos, motores e psicológicos. Fatos estes que trazem qualidade de vida já na infância, pois as crianças ocupam-se nas horas vagas e assim evitam possíveis desvios de conduta.
O futsal, que inicialmente era praticado como meio de educação física, passou por muitas mudanças, profissionalizou-se e, a exemplo de outros esportes no Brasil, esqueceu-se do trabalho de formação, de adaptar o esporte para a prática adequada em várias idades. A estrutura de treinamento dos adultos é utilizada da mesma forma para o trabalho de formação nas etapas de preparação das crianças e adolescentes. Este enfoque já mudou nas escolinhas de futsal. O Projeto Movidos pelo Futsal utiliza métodos e práticas adequadas para a faixa etária dos participantes.
Embora a CBFS (Confederação Brasileira de Futebol de Salão) só reconheça oficialmente as categorias Infantis, entre treze e quatorze anos, Juvenil de quinze a dezenove anos, as demais categorias inferiores são praticadas na maioria dos clubes e escolas e regulamentadas pela maioria das federações estaduais.
Já no final da década de 70 e início dos anos 80, o poder público disponibilizou para a grande maioria das escolas em localidades do interior e das cidades, as quadras de futsal. Relata também que o futsal é o desporto que apresenta o maior número de equipes e de atletas, participantes dos jogos escolares em todas as suas categorias, inclusive com um grande crescimento na área feminina. Isto quer dizer que, dentre todas as modalidades que são praticadas, quer seja nas aulas de educação física, quer seja em escolinhas de treinamento, o futsal é o esporte que desperta maior interesse por parte dos alunos. Para tanto a prática do desporto se tornou essencial, até como instrumento de modificação das atitudes sociais e complementação da formação.
O treinamento de base tem como finalidade a formação básica polivalente através de meios e métodos de treinamento múltiplo e de formação geral, bem como aquisição de habilidades e técnicas básicas, visando estabelecer uma base ampla e a competição, o jogo ou o campeonato, como queiram tratar, deve ser um elemento constitutivo deste contexto.
Esta base tem muito das experiências que a criança adquire quando participa de um jogo ou de uma competição. O treino desportivo deve ser orientado para que desenvolvam em seus participantes aspectos de autonomia, autoconfiança, auto-responsabilidade, estímulos positivos para situações problemas, além de atitudes sociais como a integração e cooperação, responsabilidade, apoio social e identificação com o meio.
Dentro deste processo, é de fundamental importância o professor, o técnico ou treinador. Cabe a este profissional atuar de forma concreta junto aos pais, dirigentes e diretores, reeducando seus pensamentos em relação ao trabalho de formação, sugerindo e estudando meios de competições nos quais o mais importante seja a criança e não o troféu que a entidade vai ganhar ou a medalha que o pai vai mostrar orgulhoso para seus amigos.
Paulo Stein

Um comentário:

Jonas Diogo disse...

Bom exemplo o Projeto Movidos Pelo Futsal para falar a socialização atraves do esporte. Pena que os governates deste pais não tratam com a devida seriedade este assunto.