segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Mais uma "mancada amarela"

Everton Maciel

A partir da segunda-feira, 28 de janeiro, para entrar na Argentina as pessoas deverão comprovar que estão imunizadas contra a febre amarela. A informação foi divulgada pelas autoridades do país vizinho.

Nesta manhã, o setor de comunicação da Prefeitura de Porto Mauá disse ter cerca de 200 vacinas contra a febre amarela nos seus estoques. As autoridades de Porto Mauá lavaram as mãos e orientaram os viajantes que vão para a Argentina: eles devem chegar das cidades de origem vacinados e com a carteirinha debaixo do braço.

No mínimo, ridículo para uma cidade como Porto Mauá, que quer ter um porto alfandegado no futuro. Basta que o prefeito Manico Dinon (PMDB) telefone para seu colega de partido, secretário de saúde do Estado, Osmar Terra e solicite mais vacinas!

Pô, gurizada... sabem quando Porto Mauá será alfandegada nesse ritmo? Lá por 3000 e nunca!

Se os aeroportos vacinam os viajantes sem maiores tumultos, qual é o problema com Porto Mauá?

5 comentários:

relaxa e gosa disse...

Não é mole... dá pra comparar a organização do porto de mauá a um circo: a portaria funciona perfeitamente, a segurança é um caos e o atendimento é uma palhaçada...

é só viajar pra arg pra ver...

Anônimo disse...

Pessoas,

Por favor, me ajudem. Não consigo achar em lugar nenhum este comunicado argentino sobre a febre amarela. Onde vcs ouviram falar?
Irei para Buenos Aires no Carnaval e não tenho certez se já tomei essa vacina. A comprovação de imunização contra a Febre amarela é só para quem entra na Argentina por Porto Mauá ou em qualquer lugar?
Me ajudem!!!!
Obrigada!
Vanessa

Everton Maciel disse...

Querida Vanessa, a informação foi divulgada pelo Departamento de Saúde da Argentina (algo equivalente ao Ministério da Saúde aqui no Brasil). Portanto, vale para todo brasileiro que ingressar na argentina por terra ou ar. Não é apenas válido àqueles que entrarem por Porto Mauá.
Se você não sabe se já está imunizada contra a febre amarela, procure um posto de saúde. A vacina tem validade de 10 anos. Se não te lembras, é bem provável que não tenhas tomado. Junto a unidade de saúde eles lhe fornecem um cartão de vacinação, caso não tenhas um.

um abraço da Equipe do Capeta.

Anônimo disse...

Obrigada pela ajuda!
Vc saberia me dizer onde esta informação foi divulgada? Gostaria de acessá-la para ler...
Outra dúvida: pq a imprensa não está divulgando isso? Muitos turistas devem estar sendo barrados na imigração argentina, por desconhecimento disso, certo?
Vanessa

everton maciel disse...

Querida leitora, li matéria sobre o assunto em vários lugares. O jornal Zero Hora divulgou uma nota; o site da Folha de São Paulo também; ouvi na rádio Gaúcha e na rádio Guaiba, ambas emissoras da Capital do Estado, Porto Alegre. Resumindo: para ser bem informado é preciso fazer mais do que assistir o Jornal Nacional e ler a revista Veja. Estás no caminho certo... continues blogeando conosco.
Só para regristro: segundo as autoridades argentinas, ninguém, em um primeiro momento, será barrado. Haverá campanhas de exclarecimento.

um abraço do Capeta