sexta-feira, 26 de junho de 2009

Campos Lindos

Júnior Grings, de Campos Lindos - TO

Qual a imagem que vem a nossa cabeça de uma cidade líder nas exportações do seu Estado, com no mínimo duas multinacionais, lideres no seu setor, instaladas em seu território. Com uma divisão urbana de lotes planejada, e que boa parte do seu território está loteada para projetos agrícolas. Com riquezas naturais, uma vasta rede hidrográfica e com diversificação de solo para diversas culturas agropecuárias?

Existe uma grande chance de a sua imaginação ter lhe pregado uma peça daquelas, estamos falando de Campos Lindos – TO, cidade que foi considerada a mais pobre do Brasil no senso de 2000.

Alguns dados extraídos da Secretaria Estadual de Planejamento do Tocantins apontam Campos Lindos como uma das potências econômicas do estado. Basta fazer um comparativo apenas, com os dados do PIB per capita da cidade, um cidadão Campos Lindenses entre os anos de 2002 e 2006 teria faturado R$ 73.102,00 ou R$ 1.218,36 por mês. A pior colocação da cidade no índice nos anos foi 8° em 2004.

É importante salientar que a agricultura do município começou a se desenvolver depois de 2001. Entretanto, andar pelas ruas da cidade, ou percorrer os povoados do município se tem a nítida impressão que a situação caótica quantificada no senso do IBGE de 2000 não está distante da realidade do local.


5 comentários:

Anônimo disse...

EU SOU FÃ DO JR. GRINGS... amo-te

Leandro disse...

A imagem que me vem à cabeça é de uma coisa horrível! de um caos!
de um desrespeito ao meio ambiente e de exploração do trabalhador!!!
Morador de pelotas, só pode achar isso mesmo. aqui tem tanta resistencia a plantar, produzir, multinacionais, etc...
Esse negócio de agropecuaria e pib alto deve ser coisa do demonio!
Bom e correto é um recesso econômico secular, as custas sindicatos e ongs milionárias, que querem permanecer mais rico que a maioria.

suzy&sidi disse...

...

É, infelismente esta é a relidade na população Camposlindense, que a cada dia se depara com a tisteza de um contraste socio-econômico provocados por varios fatores visiveis inclusive dos nossos governantes...

clebson disse...

É, pra falar a verdade eu já nem sei se devo comentar alguma coisa!!! Já que o último comentário resumiu a situação de nosso povo!!

clebson disse...

É, nem sei se devo comentar algo, já que no último comentário foi feito um resumo da situação do nosso povo, mais enfim precisamos de alguém com responsabilidade e conhecimento para leva esse povo, que mesmo no sofrimento continua sorrindo, a realmente ter motivos pra sorrir.


Clebson Carneiro, Camposlindense de coração, UFV-MG.