segunda-feira, 12 de março de 2007

Informação e conhecimento

Júnior Grings

Sempre estamos confundindo o nosso conhecimento com as informações que adquirimos, conhecer vai muito além de estar informado, bem ou mal, sobre determinado assunto. Temos uma grande ferramenta de informação a nossa disposição hoje em dia a internet, mas ela também é uma fonte de conhecimento? A internet realmente está transformando o mundo, as informações deslizam muito rápido, atravessam fronteiras em minutos espalhando-se assim pelo mundo todo. Essas informações ficam a disposição de todos, com uma grande facilidade, possibilitando que qualquer pessoa chegue até elas. Essas informações, algumas de fontes duvidosas, são conhecimentos de fato, ou não?

Não há duvida alguma, que a informação faz parte do conhecimento, todavia, para ela se tornar conhecimento tem um longo e árduo caminho a percorrer. É muito perigoso, confiar em uma gama de informações adquiridas de uma forma corriqueira, e sem rigor algum, pois informação é apenas uma etapa do conhecimento. Precisamos das informações, e nisso a internet é uma excelente ferramenta, claro sempre tendo o cuidado essencial de verificarmos a fonte da informação.

O conhecimento não tem formula mágica, apesar de muitas pessoas acharem que a era digital está aí para revolucionar o processo conhecimento, mas isso é um profundo engano, o caminho para se conhecer algo, é o mesmo desde os primórdios, é um caminho lento, com muitos buracos e poucos atalhos. Para se chegar ao conhecimento de fato pode-se demorar uma vida, ou como alguns pensadores já falaram, se eu vivesse outro tanto talvez chegasse lá.

Ter informações sempre é muito bom, conseguir avaliá-las de uma maneira crítica excelente, agora conseguir administrá-las e armazená-las e converter todas essas milhares de informações que nos chegam diariamente, em conhecimento é estar um passo da genialidade. E um gênio é constituído de muito esforço, e uma pitada de genialidade.

Um comentário:

Rui Eloi disse...

"O conhecimento sem a experiência pessoal é inútil. A sabedoria que guardamos dentro de nós não proporciona nenhum benefício se for estática, pois será mera erudição. Se esse conhecimento é levado à prática, terá então valor. Se se adquirem e acumulam riquezas, não terão utilidade a menos que se consagrem e sejam usadas para o bem-estar do mundo. Ainda assim, a mera aquisição de conhecimento em livros ou internet é um exercício vão. O conhecimento se torna válido quando se traduz em ações que promovem o bem da humanidade."